Pular para o conteúdo

Notícias

Prêmio Celso Furtado abre inscrições em junho

Prêmio Celso Furtado abre inscrições em junho

Por Assessoria de Comunicação

Publicação: 12/05/2017 | 13:30

Última modificação: 30/05/2017 | 13:06

Estarão abertas, de 1o de junho até o dia 31 de julho de 2017, as inscrições para o Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional. Lançada em 2010 pelo Ministério da Integração Nacional (MI), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), a premiação tem por objetivo promover a reflexão, do ponto de vista teórico e prático, acerca do desenvolvimento regional no Brasil. Em sua quarta edição, o prêmio homenageia o geógrafo Milton Santos, falecido em 2001. Suas teorias contribuíram para a compreensão do território nacional contemporâneo, bem como do processo de urbanização da América Latina e do Brasil. Autor de dezenas de livros que marcaram o estudo geográfico no país, Milton Santos é reconhecido internacionalmente.

Categorias

As propostas de trabalho deverão enquadrar-se em uma das seis categorias desta edição: Produção do Conhecimento Acadêmico; Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional; Projetos Inovadores para Implantação no Território; Amazônia - Tecnologia e Inovações para o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA); Centro-Oeste - Desenvolvimento para a Faixa de Fronteira; e Nordeste - Inovação e Sustentabilidade. A premiação é de 15 mil reais (1o lugar) e 10 mil reais (2o lugar), para cada categoria.
As categorias Amazônia, Centro-Oeste e Nordeste são uma novidade desta edição. Isso representa uma inovação no Prêmio, uma forma de valorizarmos as boas práticas para o desenvolvimento dessas regiões e de identificarmos iniciativas que auxiliam na redução das desigualdades locais, destacou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marlon Cambraia.

Podem participar pesquisadores que possuam ou já tenham possuído vínculo com instituição de ensino superior sediada no país ou no exterior, desde que o trabalho seja elaborado e inscrito por brasileiro e o objeto de estudo se relacione a um tema ligado à problemática regional brasileira; e autônomos com atividades, referentes à temática de desenvolvimento regional.

O prêmio é direcionado também para pessoas vinculadas às instituições públicas, privadas, paraestatais, entidades de classe, agências e companhias que promovam o desenvolvimento regional; e pessoas vinculadas às instituições da sociedade civil vocacionadas ao desenvolvimento regional, como Organizações Não Governamentais (ONGs), Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs), Organizações Sociais (OS), cooperativas, associações, fóruns, consórcios e conselhos.

Objetivo

O Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional tem como objetivo geral promover o debate, do ponto de vista teórico e prático, acerca do desenvolvimento regional no Brasil, envolvendo o poder público e a sociedade civil na discussão e na identificação de medidas concretas, conforme a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), que atua na redução das desigualdades regionais e fortalecimento da coesão social, econômica, política e territorial do Brasil.

Além disso, busca identificar e dar visibilidade às boas práticas regionais em execução no País, no que se refere à gestão dos sistemas de governança do desenvolvimento regional e aos bens e serviços produzidos pelas redes de sistemas produtivos e inovadores em escala que extrapole o âmbito municipal; e ampliar a base de discussão e implementação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional, e fomentar a produção de projetos e soluções para áreas mais necessitadas como Semiárido, território fronteiriço do Centro-Oeste e tecnologias.
As inscrições podem ser feitas no site http://mi.gov.br/premio. Outras informações também podem ser obtidas pelo e-mailpremiodesenvolvimento@integracao.gov.br, na página http://mi.gov.br/premio ou pelos telefones 61 20345673/5344.

A realização desta edição do prêmio conta com o patrocínio do Banco do Brasil, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Banco da Amazônia, e Banco do Nordeste (BNB).

Saiba mais

Em 2010, o Ministério da Integração Nacional lançou o Prêmio Nacional de Desenvolvimento Regional, homenageando o economista Celso Furtado, para estimular o processo de discussão e divulgação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). A partir da segunda edição, o nome do consagrado economista brasileiro foi incorporado permanentemente à denominação do Prêmio que passou a se chamar "Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional".

Além de Celso Furtado, a premiação já homenageou os brasileiros Rômulo de Almeida e Armando Dias Mendes, pela importância deles como responsáveis pela condução do processo de reconhecimento político, social e econômico da questão regional brasileira e de inserção do tema na agenda de governo e no centro do debate nacional, a partir da década de 1950.


Ações

Apoio:

 

 

 

 

 

 

Patrocínio:

 

 

 

 

Realização: