Governo de MG informa que não são necessárias doações de alimentos e água

Governo de MG informa que não são necessárias doações de alimentos e água

Prioridade, agora, é intensificar buscas por vítimas. Abastecimento hídrico não foi afetado pelo rompimento da barragem em Brumadinho
Por Assessoria de Comunicação

Publicação: 26/01/2019 | 15:46

Última modificação: 27/01/2019 | 23:44

Brasília - DF, 26/1/2018 - O Governo do Estado de Minas Gerais informa que, neste primeiro momento, não é necessário realizar campanhas de arrecadação de donativos e água para as vítimas atingidas pelo rompimento de uma barragem no município de Brumadinho, região metropolitana da capital mineira. Agora, a prioridade é resgatar vítimas e evitar novos danos ou ocorrências na região. Os governos federal, estadual e municipal estão unidos para atender emergencialmente a população afetada.

O comando do Corpo de Bombeiro de Minas Gerais informou às equipes do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que o abastecimento de água não foi interrompendo e que as equipes locais dispõem de recursos suficientes, até o momento, para garantir o atendimento emergencial. O apoio da União está disponível desde o início do desastre, caso o governo local considere necessário.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, o secretário Alexandre Lucas e equipes da Defesa Civil Nacional estão no estado desde ontem (25) para intensificar o socorro e a assistência à população afetada.

Monitoramento e acompanhamento

O MDR instalou um posto de operações para órgãos federais em Brumadinho. O objetivo é acompanhar e apoiar de perto as buscas, além de centralizar todas as ações realizadas pelo Governo Federal. O monitoramento da região, das situações climáticas e dos serviços essenciais está sendo realizada 24h pelas equipes do Cenad, que enviam constantemente alertas ao estado.